Contas de 2013: o que aí vem?

Aproxima-se mais uma reunião da Assembleia Municipal, com o intuito de discutir e apreciar as contas do Município referentes a 2013. Infelizmente não nos devem esperar resultados muito diferentes daqueles que nos trouxeram até aqui...

Em 2012, por exemplo (e são os últimos dados oficiais disponíveis), o caminho apresentava já sinais sustentados de desequilíbrio.

Veremos como se comportou o endividamento total. Em 2012 já era superior a 5 milhões de euros.

Ou então, qual o resultado líquido do exercício. Será como em 2012? Nesse ano verificou-se 1.618.000€ de prejuízo. Qualquer coisa como 6345€ de prejuízo por dia. Foram 906€ de prejuízo por hora. É revelador! É sintomático! É preocupante!

Naturalmente, este resultado soma-se a prejuízos acumulados na ordem dos 15.700.000€. Isso mesmo. São números demasiado pesados. O executivo teima em não arrepiar caminho. Se algum o dia o quiser fazer, é tarde. O mal está feito.

Veremos qual foi a dimensão do problema em 2013!

Comentar

NISCitar
  • Comentário
  • Pré-visualização
Loading