Análise ao Relatório do Sr. ROC (Camarada ex-membro do Comité Central) do Município - Contas - Exercício de 2014

Salientámos, após averiguar o percurso do Sr. Luis Guerra Marques, R.O.C. do Município de Avis, que a nomeação do mesmo – com uma avença exorbitante em função do volume de trabalho a efectuar e, especialmente, da qualidade do mesmo, como veremos adiante – fora motivada, exclusivamente, por afinidade politica e, não, como seria suposto, por critério de interesse público.

Sabendo nós – como está provado à saciedade – que as contas do Município estão plenas de ilegalidades e irregularidades, um R.O.C. com postura profissional teria evidenciado estes factos e promovido a sua correcção.

No entanto, o Sr. Luis Guerra Marques, R.O.C. do Município de Avis, contornou as questões sensíveis e somente, colocou reservas e enfases (chamadas de atenção) em questões de reduzida importância na posição financeira do Município e da regularidade das suas contas.

Em anexo, vamos apresentar alguns exemplos evidentes da “perfomance” do Sr. R.O.C, tendo como base o seu próprio relatório. Sem pretensões de exaustividade, obviámos comentários sobre alguns assuntos (contas referentes ao Estado, CEVC e outros). Todavia julgamos que os pontos apresentados são esclarecedores.

Nota: Não se pode minimizar a rábula da última sessão da Assembleia Municipal, suspensa, por alegadamente, o Sr. ROC não ter enviado o seu parecer.

  

O membro da Assembleia Municipal de Avis

 

Luis Filipe Rosinha Garcia

 

 

 

AnaliseRelatorioROC.docx (821,04 kb)

Comentar

NISCitar
  • Comentário
  • Pré-visualização
Loading